GUIA DE METODOLOGIAS E PRATICAS PARA A TRANSIÇÃO

espaço de informações sobre o encontro para sinergia e convergencia entre co-criadores e colaboradores de metodologias para a transição

CIDADES EM TRANSIÇÃO / TRANSITION TOWNS

O movimento Cidades em Transição (Transition Towns) foi criado pelo inglês Rob Hopkins com o objetivo de transformar as cidades em modelos sustentáveis, menos dependentes do petróleo, mais integradas à natureza e mais resistentes a crises externas, tanto econômicas como ecológicas.

Diferente da abordagem fatalista, o Movimento tem uma visão realista e positiva do futuro, acreditando na ação transformadora deindivíduos, comunidades e cidades, através do desenho responsável que projetano futuro um mundo resiliente, com base local.

As Iniciativas de Transição são um exemplo do princípio de se pensar globalmente e agir localmente. Através do fortalecimento da comunidade e do redesenho de espaços, ações,interações e relações, essas iniciativas criam um processo promissor queengaja pessoas, comunidades e  instituições para, juntas, pensarem e implementarem as ações necessárias  – decurto, médio e longo prazo – para fazer frente aos desafios atuais como: asmudanças climáticas, o pico do petróleo, a crise econômica, entre outros.

O Modelo de Transição é uma ampla série de princípiose práticas que foram criadas ao longo do tempo através da experiência e observação de comunidades à medida em que avançavam no caminho do desenvolvimento sustentável, criando resiliência local e reduzindo as emissões de carbono.

O Movimento está hoje presente em 31 países ao redor do mundo. No Brasil, devidoà grande extensão territorial e à concentração de pessoas nas cidades, o Movimento foi implementado por bairros ou regiões.

OS 4 RECONHECIMENTOS DO MOVIMENTO DE TRANSIÇÃO

A vida com menos energia é inevitável e é melhor planejar do que ser pego de surpresa.

Perdemos a capacidade de lidar com os choques externos.

Precisamos agir por nós mesmos e precisamos agir agora.

Ao liberar o gênio coletivo da comunidade podemos desenhar formas de viver mais enriquecedoras e resilientes.

OS 7 PRINCIPIOS DO MOVIMENTO DE TRANSIÇÃO

VISÃO POSITIVADE FUTURO

SENSIBILIZAÇÃO – UM CONVITE

INCLUSÃO – TODOSSÃO NECESSÁRIOS

RESILIÊNCIA –CONSTRUINDO COMUNIDADES LOCAIS FORTES

A TRANSIÇÃO FAZ SENTIDO – A SOLUÇÃO É DO  MESMO TAMANHO DO PROBLEMA

A TRANSIÇÃO DE QUE PRECISAMOS É TANTO INTERNA COMO EXTERNA

UM MODELO VIRAL– ALGO FÁCIL DE REPLICAR

OS 12 INGREDIENTES DO MOVIMENTODE TRANSIÇÃO

FORME UM GRUPO INICIADOR

SENSIBILIZE DA COMUNIDADE

ESTABELEÇA OS FUNDAMENTOS DO GRUPO

FAÇA UM GRANDE LANCAMENTO DA INICIATIVA

FORME GRUPOS DE TRABALHO

USE TECNOLOGIAS DE CONVERSAÇÃO

DESENVOLVA MANIFESTAÇÕES PRÁTICAS E VISÍVEIS DO PROJETO

FACILITE O APRENDIZADO DAS HABILIDADES NECESSÁRIAS

CRIE PONTES COMO GOVERNO LOCAL

HONRE OS ANCIÕES

DESENVOLVA UM PLANO DESCENDENTE DE ENERGIA

DEIXE IR AONDE QUISER IR

Linksde Referência:

http://www.transitionnetwork.org

http://transitionbrasil.ning.com

http://www.transitiontowns.org

http://www.transitiontogether.org.uk

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 17 de junho de 2012 por em CIDADES EM TRANSIÇÃO e marcado , , , , , , .
%d blogueiros gostam disto: